"Insurgente" de Veronica Roth

Nome: Insurgente
Autora: Veronica Roth
Coleção: Divergente - Livro 2
Nº de Páginas: 509
Editora: Rocco



Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama - e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor. 

"Ás vezes, as pessoas só querem ser felizes, mesmo que seja de uma maneira irreal."
- Tobias, 74

Depois do grande final de Divergente - resenha aqui -, os fãs da trilogia escrita pela Veronica Roth tiveram que esperar quase um ano para ter em mãos a continuação. E, se você achava difícil a Veronica se superar depois de Divergente, venho te contar que você estava errado.

  Nesse volume, Tris tem que aceitar várias mudanças em sua vida. Seus pais, sua antiga facção, sua nova facção, o fato que talvez tanto a antiga quanto a nova não existem mais, sua divergência e ainda tem que aturar o cara que tentou matar ela e o pai de seu namorado. As coisas não estão bem na vida de Tris e uma coisa que notamos é que tudo isso faz ela mudar sua atitude e suas escolhas, agora, ela mudou elas para melhor ou para pior?
  Durante a história podemos aprender muito mais sobre o que é ser um Divergente, por quê as simulações não funcionam neles e qual parte da população é Divergente. Também - por conta de Tobias e Tris estarem sendo perseguidos - aprendemos mais sobre as outras facções, suas características, como são as pessoas de lá, o modo como trabalham juntas;  e como elas interagem entre as outras facções. Para quem queria saber mais sobre o Tobias fique feliz, nesse livro muitas perguntas são respondidas sobre ele.
  Tobias, ah sim, sua relação de Tris é um dos focos do livro. Com a mudança de atitude da Tris, sua relação com o Tobias muda bastante, chegando a quase terminar! Eles passam várias partes do livro gritando, brigando e mentindo um para o outro - podemos saber mais sobre a Tris já que o livro é contado do ponto de vista dela. E quem leu "Free Four", o ebook que foi liberado pela editora, é relembrado sobre o que o Tobias diz sobre sua vida na Audácia - quem não leu, sem problemas, você só pode levar um susto quando a informação é revelada.
  Mas outra parte importante do livro são os sem-facção. Se em Divergente eles mal são comentados - a não ser pela parte que um assusta a Tris -, em Insurgente eles são uma parte muito importante da história. Sendo que grande parte das reviravoltas do livro envolvem eles.
  O livro responde muitas perguntas, mas também levanta muitas outras. Dentro do tema de guerra, Veronica brinca com a gente, formando alianças inacreditáveis, revelando informações sobre as personagens que te deixam em choque ou com muita raiva e mais uma vez Veronica acaba o livro de um jeito que precisamos da continuação! Continuo a recomendar a trilogia e estou mais que curiosa para o último livro.

"Decido guardar a camisa, para me lembrar do motivo original que me levou a escolher a Audácia: não foi por eles serem perfeitos, mas porque estão vivos. Porque são livres."
- Tris, 279

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!