Inspiração: Fashion

 Fiz uma seleção legal de imagens com várias marcas do mundo fashion, algumas fotos são de fachadas de lojas - incrível como algumas são realmente lindas! E outras imagens são de produtos, tem até algumas de livros. Todas as imagens foram achadas nesse WHI - que por sinal amo muitooooo.






"A Hospedeira" de Stephenie Meyer

Nome: A Hospedeira
Autora: Stephenie Meyer
Nº de Páginas: 557
Editora: Intrínseca


Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.


  Estava meio com uma hesitação para ler esse livro, como Stephenie Meyer tem uma certa reputação com seus livros e como eu já havia lido toda a Saga Crepúsculo, por mais curiosa que estava continuava evitando o livro. Mas, o livro é muito bom e devo dizer que é o melhor que Meyer escreveu até hoje!

"Como? Como ajudaria dizer que vejo o rosto dele todas as noites quando fecho os olhos? Que acordo e começo a chorar quando vejo que ele não está? Que as memórias são tão fortes, que já não posso mais separá-las das minhas?"

  O planeta Terra foi dominado por invasores denominados "almas", eles são inseridos nos corpos humanos e estes perdem qualquer controle sobre o corpo e suas ações, podemos até dizer que eles estão em um profundo sono. O "dever" das almas na Terra é fazer do planeta um lugar melhor, por conta de toda a violência que havia aqui, as almas decidiram que era melhor que elas vivessem no lugar dos humanos. As almas são pacíficas e tem um imenso amor pelos outros, com a chegada delas várias coisas mudam no jeito que a Terra é governada e emoções como raiva, ódio, inveja e ciúmes não são utilizadas; bem como todas as almas não mentem. A população perfeita, por assim dizer.
  O livro é narrado pela personagem principal, Peregrina - achei melhor escrever porque eu sempre achei que era narrado pela Melanie - uma das almas. Ela recebe esse nome por ter se aventurado em vários planetas antes deste. Ao ser colocada no corpo de Melanie ela recebe um desafio, seu "corpo" está acordado - principalmente pelo fato de Melanie ser um dos humanos rebeldes, aqueles que viviam fugindo do governo das almas. E Melanie passa a tentar tomar controle ou falar por Peregrina de vez em quando, aproveitando quando Peregrina está distraída. 
   Numa das noites juntas, Melanie mostra a Peregrina a vida que teve antes de ser capturada e Peregrina se apaixona pelo irmão e pelo namorado de Melanie e juntas elas vão tentar encontrá-los já que eles estavam indo encontrar outros humanos rebeldes. O porém é que, uma Buscadora está atrás de Peregrina já que os Buscadores sabiam que Melanie tinha informações sobre outros humanos e ela está longe de desistir. No meio de tudo, Peregrina ainda tem que lutar contra as fortes emoções que o corpo humano contém, principalmente o amor.
  E exatamente a exploração das emoções humanas foi uma das coisas que fez eu gostar muito do livro, Meyer as descreve e comenta sobre elas de um jeito maravilhoso que faz você refletir, mesmo que sem notar. No livro não acontecem muitas cenas de ação, ou muitas aventuras, deixando o livro meio "parado"; porém, mesmo assim o livro não se torna massante ou cansativo, e mesmo com as 557 páginas,  você vai querer terminar a leitura para saber o que acontece tanto com Peregrina quanto com Melanie.

"A ironia me fez rir, e me concentrei na sensação do ar que rebentava em pequenas bolhas do meu peito através da garganta. Rir era como uma brisa suave - ia limpando o caminho através do corpo, fazendo tudo sentir-se bem. Possuíam outras espécies uma cura tão simples? Eu não conseguia me lembrar sequer de uma."

  Ainda não vi o filme, então não posso comentar se o mesmo foi uma boa adaptação, mas quem quiser ver o filme online, o link está aqui. Stephenie pretende fazer do livro uma trilogia, e a única pergunta que faço é: por que só pensou nisso agora? O que vocês acham do livro?

Música da Semana #21

























  Olá pessoas! Hoje eu trago uma música que tem estado no replay constante e o vício é tanto que a música me ajudou a escrever o último texto que postei aqui no blog - esse aqui. A música é cantada pela linda Gabrielle Aplin - provavelmente vou fazer um post com o perfil dela aqui no blog amanhã - e o nome é "Please Don't Say You Love Me".
    O clipe da música é todo fofinho e mostra um casal cujo carro quebrou no meio da estrada! Hahahaha. E assim eles vão lidando com as coisas. Mas ainda sim amei o clipe! Toda vez que ouço a música tenho uma imensa vontade de chorar, mais alguém se sente assim? Mas ainda sim amo ouvir ela. Por isso que ela é a música dessa semana.

 "Ela está falando sobre como ela sabe que ela está começando a se apaixonar e como ela que seja mais do que aquilo que os seus outros relacionamentos foram. Ao lançar o "amor" lá fora, você compromete muito do relacionamento e coloca uma tonelada de pressão sobre ambos pessoas. Ela fez isso antes e ele terminou, mas ela quer que isso seja algo maior, por isso ela está dizendo a ele: "Eu sinto isso também, só não diga isso ainda. Nós não estamos prontos.""



  Quem gosta da música? E da cantora?

Nosso final?


  Eu estou encolhida no canto do sofá. Meu laptop está aberto só para fingir que estou fazendo alguma coisa, mas passo por todas as minhas páginas dos Favoritos sem ler nenhuma notícia, sem focar nenhuma imagem. Tenho os fones no ouvido, mas não ouço nada. Quero que ele pense que não estou pensando em ele, mas é mentira, ele corre pelos meus pensamentos o tempo todo. Uma feição sua atrás da outra passa pela minha mente toda vez que pisco. Posso dizer que meu coração está quebrado sem exagero, pois a única coisa que sinto é a dor que se concentra no centro do meu peito, uma dor aguda e profunda.
  Ele está bem atrás de mim. Pelo reflexo do laptop posso ver que está lendo um dos seus livros. Sua costa está apoiada contra a minha; seu peso contra o meu; e, se eu me concentrar, posso sentir sua respiração, leve e calma contra a minha, nervosa e entrecortada. Como ele consegue se manter calmo numa hora dessas? Será que ele está mesmo calmo ou ele está tão perdido quanto eu nessa história? Consigo sentir seu perfume, forte e reconhecível, igual no primeiro dia que nos conhecemos. Será que um dia pensamos que estaríamos nessa situação? Apoio a minha cabeça no sofá, ainda perdida no dia que nos conhecemos.
  Consigo ouvir a sua risada na minha mente, consigo ver seu sorriso ao pegar eu te olhando e como nossos olhares pareciam tão únicos para mim. Consigo nos ver passeando e correndo por todo o shopping, como duas crianças sem mães. Sua risada ecoa e ecoa junto da minha, e relembro cada momento em que elas se encontraram. Meu coração pula em meu peito. Meu estômago faz parecer que estou em uma constante montanha russa, e talvez eu esteja. Minha mente relembra cada carícia, cada encontro, cada olhar, cada risada compartilhada, cada dança que eu o forcei a dançar e cada conversa que já tivemos.
  De repente tudo é demais para mim, se estamos tão perto do final por quê relembrar tudo o que passamos. Abro os olhos na esperança das memória pararem e ele ainda está encostado em mim. Meus olhos seguram as lágrimas que a muito tempo querem cair e de um segundo para o outro, estou chorando silenciosamente na frente do laptop. Não consigo mais chorar escondido e sento no sofá olhando para a frente, as lágrimas quentes rolando pelo rosto, sem parar. Não há motivo para parar de chorar, depois de tudo, TUDO que passamos aqui estamos nós.
  Braços me envolvem, braços que me envolveram com carinho e ternura nos últimos 3 meses. Braços que fazem o mesmo nesse segundo, ele me puxa contra para seu peito e faz carinhos em minha pele. Não consigo parar de chorar por tudo que fomos, por tudo que somos. Não tenho coragem para olhar seu rosto, mas olho o livro que estava lendo e vejo que ainda está na mesma página que estava desde que liguei o laptop. Choro mais alto. Sabia que ele também estava incomodado, sabia que também não estava calmo com a situação. Encaro seus olhos, olham para mim com preocupação, mas também com amor, seus olhos brilham ao olhar os meus, do jeito que sempre brilhavam. Ele beija a minha testa e sussurra:
 - Não chore. Não vamos mudar nada. Somos para sempre lembra?

Random: Lookbook Favorites




   Alguns looks que estavam em destaque no LookBook e que eu gostei! Ideias para quem vai sair amanhã semana que vem e precisa de inspiração!



          






"Dentro da Casa"



















  Ontem eu assisti online um dos filmes que havia chamado a minha atenção na programação, mas que não consegui assistir nos cinemas, o filme francês de François Ozon "Dentro da Casa". Como o filme prendeu a minha atenção do começo ao fim vim mostrar para vocês um pouco mais sobre o filme. Aqui vai a sinopse - lembrando que a classificação é de 14 anos;

Um pouco cansado da rotina de professor, Germain (Fabrice Luchini) chega a atormentar sua esposa Jeanne (Kristin Scott Thomas) com suas reclamações, mas ela também tem seus problemas profissionais para resolver e nem sempre dá a atenção desejada. Até o dia em que ele descobre na redação do adolescente Claude (Ernst Umhauer) um estilo diferente de escrever, que dá início a um intrigante jogo de sedução entre pupilo e mestre, que acaba envolvendo a própria esposa e a família de um colega de classe.

   Quando mais um ano se começa, Germain, professor de Francês, fica com a turma C dos 16 anos; assim que passa sua primeira redação para a classe, Germain se sente desapontado com a turma que pegou, já que nenhum escreve com sinceridade ou tem o "dom" da escrita. Mas logo ele chega na redação de Claude que contou sobre o fim de semana que passou na casa de seu colega de classe, Raphael, e lá o professor descobre um possível grande escritor.
  A cada semana que passa, Claude traz um próximo capítulo de seu história e sua visão da família do colega e seus desejos fazem com a esposa de Germain fique preocupada com o rumo que a história pode se seguir. Porém, Germain talvez esteja cego demais com a grande história para notar que talvez ela seja real e não a mera imaginação de Claude.

Germain e Claude
























  Acho que a minha parte preferida do filme foi que ele é em francês, haha. Adoro filmes em francês por toda a filmagem e o que as histórias te fazem. São aqueles filmes que te dão um monte de emoções e ideias e que você fica questionando o final até que o mesmo aconteça; e bem, Dentro da Casa faz isso: minhas emoções no final foram de muita raiva e depois fiquei muito perplexa!
  Claude escreve de um jeito super diferente e durante o filme vemos a "encenação" das cenas que ele escreveu, o que nos leva a pensar: o que é verdade, o que é mentira? Até aonde o professor irá para ler o final da história? E Claude, o que é? Um psicopata ou um aluno problemático? Essas perguntas ficaram enchendo a minha cabeça o filme inteiro, por conta delas eu não queria pausar o filme um segundo e provavelmente o mesmo acontecerá com vocês. Mas ainda sim recomendo.

Claude em pé e a família do Raphael sentada, dentro da casa.






















    Uma das minhas cenas preferidas é logo no começo, é quando Claude se veste para ir a escola e logo mostra o pátio vazio e todas as crianças começam a entrar de montes, conversando e rindo; aquela cena me pareceu tão real que me pergunto se não filmaram uma escola em segredo para poder mostrar isso, hahaha. Na minha opinião, Claude era um psicopata que sabia escrever muito bem, as ações dele me deixaram até um pouco assustada pois muita das coisas que aconteceram no filme eu não esperava! - se eu tenho dó do Germain? Só, tipo, muito! Hahahaha.

   Para quem quiser ver o trailer do filme, aqui, e para aqueles que quiserem ver o filme, nesse site tem vários lugarem que o tem online - recomendo o VideoSlasher. O que vocês acham do filme? Cuidado com os grandes spoliers!

Inspiração: Cotton Candy Frappuccino


































  Uma das coisas que tem aparecido com certa frequência, tanto na timeline do meu twitter quanto no meu Instagram é um queridinho da Starbucks chamado Cotton Candy Frappuccino. O frappuccino é feito com baunilha e framboesa e ficou super famoso por causa do vício que a Youtuber Bethany Mota (MacBarbie07) tem pela bebida. Após ter comentado várias e várias vezes que esse era o seu novo sabor preferido da Starbucks, a moça começou a fazer com que todos quisessem provar, o que fez com que virasse o novo sabor preferido de muitas meninas.
  Como aqui na minha cidade não tem Starbucks, eu não sei se o sabor existe aqui no Brasil - presumo que não -, mas estou muito curiosa quanto a bebida. Além de ser linda, parece ser deliciosa. Alguém sabe se vende aqui no Brasil ou não? Bem, de qualquer jeito, eu fiz o Inspiração dessa semana com 20 fotos que achei no Instagram com a tag #CottonCandyFrap; como disse, a bebida é linda e ainda super fotogênica, hahahahaha.








































Meus looks preferidos do Billboard Music Awards

   Ontem (19) rolou o Billboard Music Awards 2013 e reuniu muitos nomes famosos, muitas performances legais e muitos prêmios para nossos cantores/cantoras/bandas preferidos. A grande ganhadora da noite foi a Taylor Swift que levou 8 prêmios para casa e fez performance de "22" durante a premiação; aqui tem todos os ganhadores, foram 40 prêmios dados e até o brasileiro Michel Teló levou um para casa.
  Mas, a melhor parte da premiação e normalmente uma das mais esperadas é o tapete vermelho - que no caso do Billboard é tapete azul - aonde várias famosas passaram com um vestido mais incrível que o outro, esses são os que eu mais gostei de toda a premiação.



















 Qual foi o melhor look da noite?

Música da Semana #20

























   Como vão? Queria agradecer rapidinho pela página do blog no Facebook ter passado das 200 curtidas!! Muito obrigada!
   Hoje eu trago uma música original da Tiffany Alvord, que é muito famosa no YouTube por causa de seus covers que começou a postar muitos anos atrás e hoje tem um número de fãs bem grande. A moça lançou recentemente um lyric video para seu mais novo single chamado "Never Lover Boy"; não sei quando vai lançar o clipe ou se haverá o mesmo, mas tenho esperanças que tenha o clipe e que ele seja tão perfeito quanto a música - caso ele seja lançado eu vou postar ele lá na página do blog no Facebook.



O que acharam da música?

Inspiração: Sapatos

 Antes de tudo queria agradecer pelos novos likes no Facebook e pelos novos seguidores do blog pelo Google Friend Connect. Muito obrigada por isso!
  O post "Inspiração" dessa semana traz um assunto que toda mulher/garota/menina é louca sobre: sapatos! Todas as imagens foram achadas no We Heart It. Qual desses sapatos é o seu preferido? E qual sapato está na sua wishlist ultimamente - o meu continua uma ankle boot que ainda não pude comprar -?







8 Tracks: Bitch, please. I'm fabulous.
























   Hoje eu vim mostrar umas das tracks que tem estado no replay e que tem sido uma das minhas preferidas! A playlist contém 26 músicas dos mais variados artistas: Linkin Park, Lana Del Rey, Marina and the Diamonds, Paramore, e muitos outros. A variedade de artistas deixa a playlist maravilhosa e é difícil não achar uma música legal que você desconhecia. Ela foi criada pela FYsqueak da Alemanha e tem mais de 1000 likes no 8 Tracks. Para ouvir até o final do dia!


                                               

7 Covers - Aleatório
























  Como vão? Perfeita terça-feira para alguns covers super legais, certo? Hahahaha. Dessa vez eu selecionei alguns covers aleatórios - o mais estranho é que grande parte são feitos pelo cast de Glee, hahaha. Aqui vão o nome da música e quem a canta, está na ordem da lista de reprodução. Espero que gostem!

Hall of Fame - Glee Cast
Tonight I'm Getting Over You - Crystalyne
I Wish - Glee Cast
Uptight - Glee Cast
Brave - Ali Brustofski
Clarity - Glee Cast
Umbrella - Alex Goot e Tyler Ward


Música da Semana #19


























 Toda semana eu trago uma música aqui no blog para começar a semana no bom humor, mas dessa vez eu não vou trazer só uma música, mas sim várias que lançaram nessa semana para poder agradar todos os gostos de vocês que leem o blog. Espero que isso alegre vocês!

  • The Wanted - Walks Like Rihanna