"Anna e o Beijo Francês" de Stephanie Perkins

Nome: Anna e o Beijo Francês
Autora: Stephanie Perkins
Nº de Páginas: 286
Editora: Novo Conceito


Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer? 







"Eu a amo como certas coisas obscuras são amadas, secretamente, entre a sombra e a alma"

  "Anna e o Beijo Francês" foi um livro muito comentado no ano passado e sempre via todos comentando como era uma linda história de amor fascinante, mas como sempre tenho uma pulga atrás da orelha com qualquer livro de romance que fica famoso - culpa de Crepúsculo? - nunca me interessei em comprar o livro. Mas depois dessa leitura super rápida de menos de 4 dias - com toda a escola eu estava começando a ficar enferrujada - me arrependo de não ter comprado o livro antes e ter sonhado com St. Clair muitas vezes mais.
   A história gira em torno da narradora e personagem principal, Anna Oliphant, que foi obrigada a ir para Paris e estudar em um colégio interno para americanos que existe na Cidade Luz. A ideia veio de seu pai, um grande escritor americano que sempre faz os livros mais trágicos de toda a América, o que só a deixou mais nervosa e com noia sobre estudar em Paris. Anna queria estar em Atlanta com sua melhor amiga, Bridget, seu irmãozinho, Sean, e seu quase-namorado-que-dessa-vez-ia-acontecer, Toph; mas ela terá que esperar até o Natal para voltar para casa nas férias.
   Logo no seu primeiro dia na escola a moça já conhece Meredith, sua vizinha e Étienne St. Clair, um rapaz lindo que ganha Anna logo de cara, e que ele tem uma namorada. Com a ajuda desses e mais alguns amigos, Anna vai conhecer a Paris que todos desejam conhecer e também vai conhecer porque as melhores histórias de amor se passam lá; mas será que Anna conseguirá achar o seu amor e conseguir um beijo francês?
  Eu me apaixonei pelos personagens logo na primeira página que cada um aparecia - com algumas exceções -, Stephanie escreve de um jeito tão real que até doí, pois isso não acontece com nenhuma de nós, mas é impossível não se apaixonar pelo livro, ou por algum dos personagens.
  O começo do livro é bem calmo, Anna conhecendo toda a Paris, achando o seu lugar, aprendendo a viver sem saber uma palavra em francês. Você consegue se conectar com todos os personagens; imaginar todas as paisagens; se encaixar na história. Já no final do livro acontece um zilhão de coisas, até fiquei em choque com o tanto de coisas que acontecem em um número de capítulos certamente pequeno; mas a história não fica confusa ou muito rápida, você só vai ter que aguentar todas as emoções e reviravoltas que acontecem, é uma atrás da outra.
   Amei a escrita da Stephanie, a história de amor que a Anna viveu - mesmo com todos os problemas que ela teve que enfrentar, ainda sim desejaria estar no lugar dela ou viver uma igual - e os personagens, principalmente o St. Clair. Uma das coisas que mais amei no livro foi como ela mostra que por mais que achemos que uma história não é a mesma que a nossa, às vezes pode ser a mesma coisa, só que com uma perspectiva diferente #liçãodevida.
   O romance que Stephanie criou é tão fofo, do tipo que toda garota sonha em ter (!), alguém que te ama e demonstra de jeitos mais que fofos - até o St. Clair com ciúmes é super fofo! Estou louca por mas um livro dela - Lola e o garoto da casa ao lado já está na minha lista de compras - e estou me perguntando porquê ainda não tem filme desse livro maravilhosamente perfeito!

"O que é isso? É paixão? Ou outra coisa tudo junto? E é possível que me sinta assim por ele sem que os sentimentos sejam recíprocos? Ele disse que gostava de mim. Ele disse"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!