Espelho, Espelho Meu.

















 Eu não fui ao cinema ver "Espelho, Espelho Meu" por duas razões: não gosto da Lily Collins - estou tentando desfazer essa impressão até a chegada de "Cidade dos Ossos" - e o fato do filme ser comédia não fez com que eu desejasse o filme, então nunca cheguei a procurar o filme online ou em alguma locadora. Ontem, porém, o filme foi passado na estréia de sábado do Telecine Premium às 22h, e eu - como disse anteriormente - estou tentando gostar da Lily então vi o filme.
 O que precisa saber sobre o filme: é comédia. Então não espere a famosa história que sua mãe uma vez lhe contou, o diretor e/ou o roteirista mudaram vários fatos da história criada pelos irmãos Grim. Mas sem perder os principais fatos do conto: a inveja e a vaidade da madrasta (interpretada pela Julia Roberts); a doce inocência e carinho de Branca de Neve que conquista a todos; o amor entre ela e o príncipe (interpretado pelo Armie Hammer); os famosos sete anões (que contém nomes diferentes nessa versão); como a madrasta usa magia para conseguir as coisas e claro, a famosa maçã envenenada.

Cenário de "Espelho, Espelho Meu"

 Não espere muito para poder ser surpreendida com as besteiras, piadas e paqueras roladas durante o filme. Também com os exageros rolados para que a Rainha fique mais linda que todas, e ela surtando ao ver como todos acham Branca mais bela que ela. Branca dá uma de guerreira ao ver o que realmente acontece fora do castelo: a Rainha, falida, consegue dinheiro pedindo impostos para os moradores que mal tem comida para viver.
 Uma coisa que amei no filme foram os cenários e as roupas dos personagens, cores bem vivas cercando o filme, por mais que os personagens estejam sofrendo com o inverno. Devo dizer que quero um quarto igual o da Rainha - que vista! A relação entre Branca e o Príncipe também é fofa e divertida. O filme tem toques indianos, graças ao diretor que é indiano; durante o filme várias músicas no estilo Bollywood são tocadas e os figurinos tem cores vibrantes como as vestes da Índia.
 No final do filme, a fofa da Lilly Collins - viu, comecei a gostar dela - faz uma performance de uma música chamada "I Believe in Love", escrita para o filme. Você pode ver aqui.



 O filme vai passar hoje no Telecine Pipoca às 20h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!